SÃO PAULO - A Corus, segunda maior siderúrgica da Europa, anunciou hoje que irá cortar 3,5 mil empregos, o que representa cerca de 8% de sua força de trabalho. A medida visa reduzir os níveis de produção da companhia, em uma reação ao colapso percebido na demanda de aço por parte de construtoras e montadoras de veículos.

Do total de demissões, 2,5 mil devem sair do Reino Unidos. O presidente da Corus, Philippe Varin, disse hoje que a demanda pelos produtos da companhia caiu 40% em relação ao pico registrado em 2007.

" As medidas estão compatíveis como o atual nível de demanda " , comentou Varin durante conferência telefônica, acrescentando que os três altos-fornos britânicos da companhia permanecerão ociosos durante o segundo trimestre deste ano.

A Corus informou em outubro último que cortaria sua produção em 20%, acompanhando outras gigantes do setor, como ArcelorMittal e ThyssenKrupp.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.