Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Corte de empregos e alerta da Intel afetam Wall Street

SÃO PAULO - As bolsas de valores de Nova York começam mal o pregão de hoje, com recuos de mais de 2% na primeira hora de negócios. Os investidores reagem a uma série de notícias negativas sobre empresas e sobre o mercado de trabalho americano.

Valor Online |

Há pouco, o índice Dow Jones perdia 2,1%, para 8.826 pontos. O S & P 500 caía 2,1%, aos 915,6 pontos, e o Nasdaq Composite registrava baixa de 2,6%, para 1.611 pontos.

O setor privado americano eliminou 693 mil postos de trabalho em dezembro, segundo pesquisa da ADP, empresa que processa folha de pagamentos. Os analistas de Wall Street apostavam em redução em torno de 500 mil vagas. O aumento do desemprego é especialmente preocupante por sinalizar uma redução do consumo - que é o motor de toda a economia dos Estados Unidos.

Do lado corporativo, a fabricante americana de processadores Intel anunciou hoje que a receita do quarto trimestre de 2008 foi 23% inferior à do mesmo período de 2007 e que sua margem bruta ficará abaixo das expectativas. As ações da empresa recuam 6%.

Os papéis da Alcoa perdem 7,8%, com o anúncio da gigante do alumínio de que planeja demitir 13.500 funcionários, vender operações não estratégicas e fechar algumas plantas industriais, além de reduzir em 50% seus investimentos a fim de manter caixa para enfrentar a recessão global. A reestruturação deve gerar um impacto negativo de algo entre US$ 900 milhões e US$ 950 milhões após impostos no resultado da Alcoa no quarto trimestre.

(Valor Online, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG