Por Aluísio Alves RIO DE JANEIRO (Reuters) - A corretora fluminense Liquidez, do ex-árbitro de futebol Arnaldo Cezar Coelho, pode anunciar na semana que vem a venda do controle para o grupo financeiro norte-americano GFI Group.

'(O negócio) pode sair nos próximos dias', disse uma fonte que preferiu não se identificar.

Desde 2003, a Liquidez tem um acordo operacional com a GFI para atuar no mercado de dívida externa de países emergentes e dívida corporativa.

Criada em 1985, no Rio de Janeiro, a Liquidez tem filial em São Paulo e é uma das mais ativas nos mercados de derivativos da BM&F Bovespa.

Consultado, José Carlos Piedade de Freitas, diretor de relações com o mercado da Liquidez, disse que há conversações em curso para um possível acordo mas se negou a falar em nomes ou condições de uma transação.

'Talvez na semana que vem possamos falar algo', disse à Reuters.

A GFI, criada em 1987, é sediada em Nova York e tem cerca de 1,7 mil funcionários, distribuídos na matriz e nas filiais em Londres, Paris, Hong Kong, Seul, Tóquio, Cingapura, Sidnei, Dubai e Telaviv.

A movimentação de fusões e aquisições entre corretoras que operam na BM&F Bovespa tem sido intensa em 2008.

Em março, o Bradesco adquiriu o controle da Ágora por 830 milhões de reais. No mês passado, o Citibank anunciou a compra da Intra, sem divulgar o valor da operação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.