Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Correção: PIB da China desacelera para 10,1%

O título da nota enviada anteriormente estava incorreto. O Produto Interno Bruto (PIB) da China desacelerou para 10,1% no segundo trimestre deste ano, e não no primeiro, conforme citado.

Agência Estado |

A informação no texto, porém, estava correta:

Pequim, 17 - O crescimento da China continuou moderado no segundo trimestre deste ano, à medida que seus exportadores sentiram os efeitos da desaceleração da economia global. O Produto Interno Bruto (PIB) chinês aumentou 10,1% no segundo trimestre de 2008, em comparação com o mesmo período de 2007, informou hoje o Escritório Nacional de Estatísticas. O resultado foi inferior à alta de 10,6% do primeiro trimestre deste ano e de 11,9% do segundo trimestre de 2007.

A desaceleração no período era amplamente esperada, tendo em vista a interrupção provocada pelo forte terremoto ocorrido em maio na província de Sichuan. Além disso, a contínua alta da inflação e a falta de energia estão limitando a capacidade de manobra das autoridades.

O atual enfraquecimento no setor exportador, combinado com a queda no mercado doméstico e um abrandamento nos preços do setor imobiliário, está se tornando um desafio para a China e para o governo chinês que tomou como quase certa a rápida expansão da economia.

Apesar disso, a China está indo extraordinariamente bem em comparação com outros países: sua economia expandiu a uma taxa de 10% ou mais ao ano desde 2003. Mesmo com o atual enfraquecimento global, vários analistas acham que o país pode repetir o desempenho em 2008. Outros analistas avaliam que um crescimento de 8% ou 9% não seria um problema para a China, de maneira que o governo possa trabalhar com mais afinco para reduzir a inflação. As informações são da Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG