A nota enviada anteriormente continha um erro no primeiro parágrafo. A Bovespa reduziu as perdas com a melhora dos mercados em Nova York, que passaram a operar em alta, e não em baixa, conforme informava nota anterior.

Segue o texto corrigido:

São Paulo, 27 - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) ensaia uma recuperação, ancorada pela melhora dos mercados em Nova York, que passaram a operar em alta. Após ceder mais de 4%, no pior momento do dia até aqui, o índice Bovespa segue em queda, porém com perdas menos acentuadas.

Às 15h30 (de Brasília), o Ibovespa recuava 1,33%, a 31.063 pontos, e registrava um volume financeiro de R$ 1,94 bilhão. Na mínima, o indicador cedeu 4,26% e, na máxima, recuou 0,01%.

Entre as ações de primeira linha (blue chips), os papéis ordinários (ON) e preferenciais (PN) da Petrobras caíam mais de 3%, enquanto as ações PN classe A (PNA) da Vale recuavam cerca de 2,5%.

No mesmo horário, nos Estados Unidos, o índice Dow Jones avançava 2,19%, o Nasdaq 100 subia 0,98% e o S&P 500 tinha alta de 1,50%.

Os principais índices de ações do mercado americano atingiram as máximas do dia no início desta tarde, na medida que as ações de tecnologia, energia e consumo viravam em alta e as de telecomunicações ampliavam os ganhos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.