Tamanho do texto

O nome do vice-presidente da Anbima é Demósthenes Pinho Neto, e não como informado anteriormente. Segue o texto corrigido: SÃO PAULO - Impulsionada pelos fundos de renda fixa, a indústria de fundos de investimento encerrou o primeiro trimestre com captação líquida de R$ 26,6 bilhões, o que representa um crescimento de 180% em relação aos R$ 9,5 bilhões registrados no mesmo período do ano passado, divulgou hoje a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima).

O nome do vice-presidente da Anbima é Demósthenes Pinho Neto, e não como informado anteriormente. Segue o texto corrigido: SÃO PAULO - Impulsionada pelos fundos de renda fixa, a indústria de fundos de investimento encerrou o primeiro trimestre com captação líquida de R$ 26,6 bilhões, o que representa um crescimento de 180% em relação aos R$ 9,5 bilhões registrados no mesmo período do ano passado, divulgou hoje a Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). "É uma captação significativa e superior à média trimestral de 2009, com exceção do terceiro trimestre", disse o vice-presidente da Anbima, Demósthenes Pinho Neto. Com esse resultado, o patrimônio líquido da indústria de fundos soma R$ 1,5 trilhão. O crescimento foi capitaneado pelos fundos de renda fixa, que apresentaram a maior captação no período, com R$ 21,9 bilhões. Em segundo lugar ficaram os fundos de previdência, com R$ 5,1 bilhões. Em seguida aparecem os fundos de curto prazo, com R$ 4,9 bilhões. "A principal categoria em termos de captação foi a renda fixa, que foi inflada pela migração de fundos multimercados e referenciados DI", disse Pinho Neto. Os fundos multimercados tiveram saída líquida de R$ 6 bilhões, e os referenciados DI, saída de R$ 2,86 bilhões no trimestre. Os fundos de renda fixa tiveram rentabilidade de 2,74% nos três primeiros meses do ano, acima dos 2,02% do CDI. Algumas categorias superaram o Ibovespa no que se refere a retorno no trimestre. enquanto o Ibovespa apresentou alta de 2,6%, a categoria de fundos multimercado macro registrou 3,38% de rentabilidade, e os multimercados de estratégia específica avançaram 4,15% no período. (Karin Sato | Valor)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.