Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Coréia, Japão e Suécia demonstram interesse em Fundo da Amazônia

RIO - O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, revelou que Coréia do Sul, Japão e Suécia já demonstraram interesse em participar do Fundo Amazônia.

Valor Online |

Minc voltou a afirmar que a crise internacional não deverá afetar a captação do fundo. "Não há nenhuma manifestação de recuo por parte dos interessados", disse Minc, que participou hoje do III Fórum Internacional de Meio Ambiente Brasil-Japão.

Para o ministro, Alemanha e Suíça, que no dia do lançamento do fundo foram cotados como países interessados em capitalizar o novo instrumento, aguardam a primeira reunião do conselho do fundo, que acontecerá no dia 24, na sede do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), no Rio de Janeiro.

Segundo ele, à partir dessa reunião poderá haver manifestações sobre possíveis doações. Por enquanto, apenas a Noruega já contribuiu, com US$ 140 milhões. Para Minc, a influência da crise financeira é limitada porque essas nações fazem uma espécie de "seguro de vida planetário", o que não depende das condições de mercado.

"A prioridade (para aplicação dos recursos) para o primeiro ano será definida no dia 24. Acho que outros países estão nesta expectativa", ressaltou Minc, confirmando que a expectativa do governo é captar US$ 1 bilhão no primeiro ano de vigência do fundo.

O ministro revelou que uma das sugestões de nações interessadas em participar é de construção de um site que informe a destinação dos recursos e os resultados obtidos. Segundo ele, essa recomendação será atendida e, em breve, o site será criado.

Leia tudo sobre: fundo amazônia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG