Tamanho do texto

SÃO PAULO - A Companhia Paranaense de Energia (Copel) registrou lucro líquido de R$ 180,0 milhões no quarto trimestre de 2009, resultado praticamente estável em relação aos R$ 179,7 milhões obtido em igual trimestre de 2008. A receita líquida cresceu 5,9% no trimestre, para R$ 1,485 bilhão, enquanto o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) recuou 2,8%, para R$ 370,147 milhões. No acumulado de 2009, o lucro líquido caiu 4,8% na comparação com 2008, para R$ 1,026 bilhão. A receita líquida aumentou 2,9%, somando R$ 5,617 bilhões.

O Ebitda caiu 6,1%, totalizando R$ 1,738 bilhão.

A Copel informou em seu comentário de desempenho que registrou crescimento de 3,1% no mercado cativo em 2009, totalizando consumo de 20.242 GWh.

A classe residencial apresentou expansão de 5,3%, com consumo de 5.664 GWh. Segundo a companhia, o segmento foi influenciado pela queda da taxa de juros, pelo alongamento do crédito para o varejo e pela redução do IPI para os produtos da linha branca. Esta classe responde por 28,0% do mercado cativo da Copel. A classe industrial apresentou queda de 1,0% na demanda, consumindo 6.704 GWh, em virtude dos efeitos da crise financeira mundial. Esta classe engloba 33,1% do mercado cativo da Copel.

A classe comercial consumiu 4.200 GWh, com crescimento de 5,9%, estimulado pelas medidas governamentais de combate à crise. A classe rural consumiu 1.680 GWh e cresceu 4,6%.

(Téo Takar | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.