Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Copa Airlines espera terminar ano com 45 destinos

SÃO PAULO - A panamenha Copa Airlines mantém expansão de sua malha com novos destinos e busca maior capacidade com ampliação do aeroporto de Tocumen, na Cidade do Panamá, onde tem seu principal centro de distribuição de vôos (hub). Para tanto, tem planos para expandir sua frota e elevar para 45 o número de destinos operados nas Américas do Norte, Sul e Central e no Caribe.

Valor Online |

Uma dessas cinco novas rotas liga o Panamá a Belo Horizonte, e já havia sido anunciada anteriormente, assim como a ligação com Port of Spain, em Trinidad e Tobago. Além dessas duas, a Copa também passará a operar vôos para Oranjestad (Aruba), Valência (Venezuela) e Santa Cruz (Bolívia).

Continuamos em expansão e consolidando a Copa e o Panamá como o melhor centro de conexões para viagens na América Latina, afirmou o presidente executivo da companhia, Pedro Heilbron. Os novos vôos contribuirão para dinamizar as relações comerciais entre os países do continente, além de facilitar o turismo e impulsionar o desenvolvimento econômico na nossa região, acrescentou.

No total, a Copa planeja receber seis novas aeronaves neste ano para viabilizar a malha estendida. O aumento na frota, afirma Heilborn, será sustentado no longo prazo pelas novas encomendas realizadas pela companhia.

A Copa vai encerrar o ano com 43 modernas e eficientes aeronaves, sendo 28 aviões Boeing 737 NG e 15 jatos da Embraer, o que configura uma das frotas mais jovens na América, explica.

Um dos fatores que também têm contribuído para o aumento nos negócios da Copa é a expansão e modernização do aeroporto de Tocumen. Com maior capacidade para receber passageiros, o terminal viabiliza o crescimento da malha e das freqüências da Copa a partir do local, que utiliza como hub de ligação para seus vôos entre as Américas do Norte e do Sul e entre essas duas regiões e a América Central e o Caribe. Para a companhia, a abertura de uma licitação para a construção de um novo terminal irá beneficiar ainda mais suas operações.

Esta é uma prova das oportunas decisões do governo local para promover sua meta de desenvolvimento e crescimento nacional e internacional, afirma a gerente geral de Tocumen, Orcila Constable. Este novo terminal é essencial para o posicionamento e consolidação do aeroporto como um ´hub´ de excelência e representatividade mundial, e como instrumento para facilitar as atividades comerciais e turísticas no país, acrescenta.

(José Sergio Osse | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG