Tamanho do texto

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, insistiu ontem que o acordo a ser adotado na COP-15 preveja a criação de uma Organização Mundial do Meio Ambiente. Segundo ele, esse órgão seguiria a preparação do futuro tratado pós-Kyoto e verificaria o respeito aos compromissos feitos pelas nações.

Já o investidor George Soros propôs que verbas do Fundo Monetário Internacional (FMI) sejam usadas para apoiar a redução de emissões de CO2 nos países em desenvolvimento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.