Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Contratos serão mantidos mesmo com novo modelo de petróleo, diz ANP

RIO DE JANEIRO - O diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), Haroldo Lima, garantiu nesta segunda-feira que os atuais contratos em vigor no setor de petróleo serão mantidos mesmo com a criação de um novo modelo para a exploração da camada do pré-sal.

Reuters |

Acordo Ortográfico

 "A manutenção dos contratos é uma coisa já definida. Não temos previsão nenhuma de alteração de contratos. O que vamos ter que enfrentar é a nova situação que está sendo criada", disse Lima a jornalistas durante a conferência Rio Oil & Gas, no Rio de Janeiro.

O governo criou uma comissão interministerial para definir o modelo de regulação para a camada do pré-sal, e Haroldo Lima confirmou que parte dos recursos será destinada a investimentos sociais no país.

"Temos que cumprir compromissos históricos com o povo brasileiro", declarou. As incertezas sobre o futuro modelo do pré-sal não devem, segundo Lima, desanimar os investidores na 10a rodada da ANP, programada para dezembro e com apenas blocos em terra.

Ele destacou que antes da nona rodada também havia um clima de pessimismo por conta da decisão do governo de retirar 41 blocos localizados no pré-sal. "A nona rodada foi feita em seguida e bateu todos os recordes a despeito de não ter os 41 blocos", disse Lima a jornalistas.

"Agora não será uma rodada com grandes blocos... a expectativa é que os empresários brasileiros aproveitem as oportunidades e cresçam bastante...Para ampliar [o número de empreendedores no setor], tem que ser com pequenas e médias [empresas], mas não significa que só elas vão comparecer na décima rodada", afirmou Lima.

Leia mais sobre petróleo

Leia tudo sobre: petroleopetróleopré-sal

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG