Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Contra crise, pubs irlandeses congelam o preço da cerveja

Se alguém na Europa tinha dúvidas de que a recessão será longa, uma decisão tomada ontem na Irlanda comprovou que a situação é mais grave do que se imaginava. Os pubs do país entraram em um acordo inédito para congelar o preço da cerveja.

Agência Estado |

A medida tem como objetivo garantir que a freqüência dos bares não sofra uma queda diante da mais grave recessão enfrentada pela Irlanda nos últimos 30 anos.

No país, a freqüência dos pubs e o consumo da cerveja é um dos principais indicadores da saúde econômica do país. Desde outubro, cerca de dez pubs vem sendo fechados por semana. Em Dublin, a recessão não está gerando apenas desemprego no setor de construção ou acabando com a fama de dinamismo do tigre celta. O número frequentadores de bares desabou.

O congelamento do preço da cerveja será válido por um ano e foi acordada entre 5,5 mil pubs. "No que se refere às finanças, 2009 será um ano muito difícil", afirmou a associação de pubs da Irlanda. Por isso, a decisão de não permitir uma mudança no preço da cerveja vem como "reação a uma deterioração da situação econômica e da pressão sobre os gastos dos consumidores".

O temor é de que o ritmo de falência exploda em 2009. Uma estimativa aponta que um a cada oito pubs vai fechar até 2012. Isso significa a falência de 7,5 mil bares. Há uma semana, o tradicional grupo Thomas Read declarou falência. O grupo possui 22 pubs só em Dublin e emprega 400 pessoas. A Irlanda foi um dos primeiros países da Europa a entrar em recessão neste ano e até mesmo os brasileiros que foram trabalhar na construção civil nos últimos anos já começam a retornar.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG