Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Continental perde US$ 319 milhões nos nove primeiros meses do ano

Nova York, 16 out (EFE).- A companhia aérea americana Continental Airlines, quinta maior do mundo, perdeu US$ 319 milhões em 2008 até setembro, comparados com um lucro de US$ 491 milhões no mesmo período do ano passado, informou hoje a empresa.

EFE |

De janeiro a setembro, a companhia sofreu uma perda por ação de US$ 3,11, contra os US$ 4,42 que ganhou por título nos nove primeiros meses de 2007.

O total de receitas nos nove primeiros meses atingiu US$ 11,771 bilhões, o que representa um aumento de 9,9% em relação ao mesmo período do ano passado.

Em relação ao terceiro trimestre do ano, a companhia aérea registrou uma perda líquida de US$ 236 milhões (US$ 2,14 por ação), comparada com um lucro de US$ 241 milhões (US$ 2,15 por título) no mesmo período de 2007.

Excluídas as despesas extraordinárias, a perda teria sido de US$ 145 milhões (US$ 1,32 por título), menor do que esperavam os analistas.

Entre julho e setembro, as receitas totais chegaram a US$ 4,156 bilhões, o que representa um aumento de 8,8% frente a um ano antes.

A companhia explicou que os elevados preços do combustível - que ficou US$ 606 milhões mais caro, um aumento de 67,7% em relação ao mesmo período de 2007 - afetaram de forma negativa os resultados do terceiro trimestre do ano.

Ele se referiu também aos problemas que diversos furacões causaram durante esse trimestre e, em particular, ao "Ike", e calculou que só esse ciclone teve um efeito negativo de cerca de US$ 50 milhões em suas contas.

As receitas por passageiro transportado e por milha percorrida caíram 2,3%, em parte devido a uma redução de 0,1% na capacidade da companhia aérea.

As ações da Continental se desvalorizaram hoje cerca de 2,2% antes da metade do pregão na Bolsa de Nova York e eram negociadas a US$ 12,56 por título. EFE vm/ab/jp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG