Nova York, 17 jul (EFE).- A companhia aérea americana Continental Airlines anunciou hoje que, no primeiro semestre de 2008, perdeu US$ 83 milhões, frente a um lucro líquido de US$ 250 milhões no mesmo período de 2007.

"A combinação dos preços recorde dos combustíveis, o arrefecimento econômico e a desvalorização do dólar resultaram no pior ambiente financeiro para as companhias aéreas americanas desde os ataques terroristas de 11 de setembro" de 2001, assegurou a Continental Airlines através de um comunicado.

O presidente e executivo-chefe da companhia, Larry Kellner, assegurou que os empregados da empresa estão fazendo "um bom trabalho" levando em conta os desafios enfrentados pelo setor e afirmou que continuarão oferecendo qualidade de serviço a seus clientes.

A companhia aérea americana declarou que teve uma perda líquida de US$ 0,84 por ação no primeiro semestre frente a um lucro líquido de US$ 2,26 por título no ano anterior.

A receita operacional da Continental nos seis primeiros meses do ano foi de US$ 7,614 bilhões, 10,5% a mais que no primeiro semestre de 2007, quando faturou US$ 6,889 bilhões.

Quanto aos resultados do segundo trimestre, a Continental perdeu US$ 3 milhões (US$ 0,3 por ação), frente a um lucro líquido de US$ 228 milhões (US$ 2,03 por título) no mesmo trimestre do ano anterior.

Excluindo os itens especiais, a perda no segundo trimestre foi de US$ 25 milhões ou US$ 0,25 por ação.

Os analistas esperavam uma perda de US$ 0,45 por ação, e por isso os resultados da companhia aérea superaram as expectativas de Wall Street.

Suas receitas operacionais no segundo trimestre foram de US$ 4,044 bilhões, 9% maior que no mesmo período do ano anterior.

A Continental destacou que seus resultados do segundo trimestre foram afetados pelos altos preços do petróleo, pois pagaram em média 66,2% a mais por um galão (3,78 litros) de combustível que há um ano. EFE bj/ab/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.