A conta corrente do balanço de pagamentos, que apresenta o saldo de todas as transações do País com o exterior, registrou déficit de US$ 1,090 bilhão em agosto, segundo dados divulgados hoje pelo Banco Central (BC). O resultado do mês passado foi gerado pela contribuição positiva de US$ 2,269 bilhões da balança comercial, contribuição negativa de US$ 3,650 bilhões da conta de serviços e rendas e contribuição positiva de transferências unilaterais para o Brasil, de US$ 291 milhões.

No acumulado do ano até o mês passado, a conta corrente acumula déficit de US$ 20,602 bilhões. Nos últimos 12 meses encerrados em agosto, o déficit soma US$ 21,934 bilhões, o equivalente a 1,45% do Produto Interno Bruto (PIB).

Em relatório, o BC informou que a projeção para o déficit em conta corrente em 2008 subiu para US$ 28,8 bilhões, de US$ 21 bilhões. Já a projeção para o superávit da balança comercial brasileira caiu de US$ 25 bilhões para US$ 17 bilhões.

IED

Os investimentos estrangeiros diretos (IED) no Brasil somaram em agosto US$ 4,633 bilhões, segundo o BC. Até agosto, o IED soma US$ 24,575 bilhões no acumulado do ano e US$ 32,716 bilhões nos últimos 12 meses, o que representa 2,17% do Produto Interno Bruto (PIB).

Em relatório, o BC informou que manteve a previsão de ingresso de capital externo no país em 2008, em US$ 35 bilhões. Para 2009, o BC projetou, pela primeira vez, a entrada de US$ 33 bilhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.