Nova York, 13 - Apesar da crise econômica, o consumo mundial de café deve crescer pelo menos 1,6% e atingir a marca de 130 milhões de sacas de 60 quilos em 2009, previu hoje a Organização Internacional do Café (ICO, na sigla em inglês). Segundo o diretor executivo da entidade, Nestor Osorio, não há indicações ou evidência de queda na demanda global por café em função da recessão mundial.

"Falar em um aumento de 2 milhões de sacas no consumo até o fim de 2009 é um cenário muito razoável e uma estimativa até conservadora", afirmou Osorio à agência Dow Jones. Em 2008, o consumo mundial de café cresceu 2,4%, para 128 milhões de sacas, segundo dados preliminares da ICO.

Osorio disse que o balanço mundial de café da safra 2009/10 deve sofrer um déficit de 6 milhões a 8 milhões de sacas, causado principalmente pela forte queda na produção do Brasil. Depois de uma grande colheita em 2008/09, as lavouras brasileiras de arábica estão em seu ano de baixa do ciclo bianual de produção.

No mês passado, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estimou a nova safra brasileira em 36,9 milhões a 38,8 milhões de sacas, ante 46 milhões em 2008/09. O déficit deve ser agravado pelos problemas de clima enfrentados por Colômbia, México e América Central, países que têm colhido menos do que o esperado na safra 2008/09. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.