Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Construtora Odebrecht aceita acordo proposto pelo Equador

A construtora brasileira Odebrecht aceitou um acordo proposto pelo governo do Equador para resolver o pleito que determinou o embargo de seus bens por se negar a pagar uma indenização, devido a falhas na construção de uma central hidrelétrica. O anuncio foi feito pelo presidente Rafael Correa, neste sábado.

AFP |

"Depois de uma tremenda sacudida, recebemos ontem o acordo, assinado unilateralmente", disse o presidente, com ironia.

Correa afirmou que a construtora aceitou "todas as exigências pedidas pelo governo", entre elas o reparo dos danos na central de San Francisco e o pagamento de uma milionária indenização.

"Agora, temos de analisar se permitimos que continue, ou não, no país, porque, por coincidência, tive uma reunião com a comissão auditora da dívida externa, e um dos empréstimos muito questionados é o da central San Francisco", acrescentou.

O presidente declarou que um crédito de cerca de 200 milhões de dólares concedido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para financiar a obra foi entregue à Odebrecht, mas quem aparece como devedor é o Equador.

Leia mais sobre: Equador - Odebrecht

Leia também

 

Leia tudo sobre: odebrecht

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG