O número de construções de moradias iniciadas nos Estados Unidos teve um forte aumento em fevereiro, recuperando-se de sete quedas consecutivas. A última vez que esse indicador havia subido foi em junho do ano passado.

As construções de moradias iniciadas nos EUA subiram 22,2%, para uma taxa anualizada e sazonalmente ajustada de 583 mil, em comparação com o mês anterior. Em janeiro deste ano, houve queda forte de 14,5%, para 477 mil, informou hoje o Departamento de Comércio. Originalmente, o órgão havia informado que em janeiro houve queda de 16,8%, para 466 mil.

O aumento de 22,2% em fevereiro surpreendeu o mercado. Economistas previam uma queda de 1,3% no mês passado, para um nível anualizado de 460 mil.

As permissões para novas construções aumentaram 3% em fevereiro, para 547 mil, em taxa anualizada. Economistas esperavam que as permissões caíssem 4,9%, para 505 mil. Em janeiro, houve queda nessas permissões de 2,9%, para 531 mil.

Porém, o surpreendente dado não reverte os fundamentos sombrios que têm assolado o setor imobiliário norte-americano. Em relação ao mesmo mês do ano passado, o número de construções de moradias iniciadas caiu 47,3% em fevereiro, uma vez que o alto estoque de imóveis e a diminuição das vendas estão desencorajando as construtoras. As informações são da Dow Jones.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.