Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Consórcio Invepar OAS arremata rodovia Raposo Tavares

O consórcio formado pela Invepar e pela construtora OAS venceu a disputa pela rodovia Raposo Tavares, com uma proposta de pedágio para pista dupla de R$ 0,090525 por quilômetro (km), o que representa um deságio de 16,11% sobre o teto estipulado pelo governo do Estado de São Paulo, de R$ 0,107910. A outra proposta, da Triunfo Participações, foi de R$ 0,102515 por km.

Agência Estado |

O vencedor será responsável pelos 444 quilômetros da rodovia Raposo Tavares, mais 389,8 km de estradas vicinais e precisará pagar outorga de R$ 634 milhões no prazo de 18 meses, sendo 20% na assinatura do contrato. A rodovia exigirá também investimentos de R$ 1,803 bilhão durante os 30 anos da concessão.

O vice-governador de São Paulo, Alberto Goldman, afirmou hoje que o deságio apresentado pelo consórcio Invepar OAS para a Rodovia Raposo Tavares superou as expectativas do governo. "Esperava que o valor fosse até menor que o apresentado. Considero uma grande vitória." Ele disse ainda que o potencial dessa rodovia é bastante diferente do trecho oeste do Rodoanel, leiloado em março, e que teve deságio de mais de 60%.

Goldman também se disse satisfeito com a relação entre o deságio proposto para a Raposo Tavares e as tarifas praticadas atualmente no Estado de São Paulo. O valor proposto pelo consórcio vencedor é 24,78% menor que os R$ 0,120347 cobrados por quilômetro em pista dupla atualmente. "Esse primeiro resultado mostra a confiança do empresariado no governo de São Paulo."

Questionado se o governo chegou a pensar em adiar o leilão em razão da crise financeira, Goldman reiterou que, apesar das turbulências, acreditava que o leilão teria resultados positivos.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG