O conselheiro sênior da Casa Branca de Barack Obama, David Axelrod, fez um alerta para as montadoras norte-americanas: sem um plano para equipar e reestruturar, há pouco que os contribuintes norte-americanos podem fazer para ajudar a indústria. O Congresso norte-americano se recusou na semana passada a elaborar um plano de resgate para as Três Grandes de Detroit, a General Motors, a Ford e a Chrysler.

Congressistas estão pedindo que os executivos das companhias primeiro expliquem como pretendem se reorganizar e tornar a indústria viável.

Para Axelrod, o Congresso está mandando o sinal correto para a indústria. As montadoras pediram por pelo menos US$ 25 bilhões de resgate. Obama demonstrou seu apoio a ajudar as montadoras, mas ressaltou que não apoiaria um "cheque em branco".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.