Tamanho do texto

A Câmara dos Deputados do México aprovou na quarta-feira por ampla maioria o orçamento de 2009, que prevê um forte aumento dos gastos de segurança para apoiar o combate do governo federal contra o crime organizado.

O orçamento foi aprovado por 436 parlamentares, com 44 votos contrários.

O projeto foi apoiado pelo Partido de Ação Nacional (PAN), do presidente Felipe Calderón, pelo opositor Partido Revolucionário Institucional (PRI) e pela maioria da bancada do esquerdista Partido da Revolução Democrática (PRD).

O orçamento prevê um aumento de 30% na área de segurança, considerada estratégica pelo governo de Calderón, que trava uma batalha contra os cartéis de drogas.

A pauta geral de gastos se aproxima de 260 bilhões de dólares, 13,1% a mais que o orçamento aprovado em 2007.

gbv/fp