SÃO PAULO - O plano de salvamento do sistema financeiro norte-americano deverá passar por algumas transformações para ser aprovado pelo congressos dos EUA. Legisladores dos partidos Republicano e Democrata chegaram hoje a um acordo básico sobre um pacote que acreditam que possa ser aprovado na câmara e no senado dos Estados Unidos antes da próxima segunda-feira.

Eles concordam em permitir o uso de US$ 700 bilhões para a operação, mas querem liberar os recursos em parcelas, sendo que US$ 250 bilhões seriam disponibilizados imediatamente.

A proposta dos congressitas também prevê limites para a remuneração de executivos dos bancos ajudados pelo pacote, além do direito de participação acionária para o governo nas instituições que receberem recursos.

O acordo foi fechado em um encontro que reuniu cerca de dez congressistas influentes dos dois partidos e será apresentado agora aos demais legisladores. Depois disso, os partidos pretendem levar o plano revisado para apreciação do secretário do Tesouro, Henry Paulson, e para o presidente George W. Bush.

(Valor Online, com agências internacionais)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.