SANTO DOMINGO (Reuters) - O governo dominicano elogiou nesta quarta-feira a decisão do Congresso de aprovar um empréstimo de 93,6 milhões de dólares para comprar oito aviões Super Tucano da Embraer, como um reforço para a luta contra o narcotráfico. A Câmara dos Deputados converteu em lei um contrato de empréstimo com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para financiar a aquisição de oito aviões, destinados à Força Área dominicana.

A aprovação do crédito passou por vários tropeços no Congresso dominicano, devido a denúncias sobre tentativas de suborno a parlamentares para que apoiassem a parceria.

O Super Tucano, fabricado pela Embraer, é considerado um avião rápido de ataque.

Fontes parlamentares disseram que a medida, que contava com a aprovação do Senado, foi aprovada pela Câmara com o apoio oficial do Partido da Libertação Dominicana (PLD), que representa a maioria.

O presidente Leonel Fernández defendeu o contrato de empréstimo dizendo que as aeronaves serão destinadas à proteção do espaço aéreo dominicano frente às incursões de aviões do narcotráfico.

A República Dominicana é considerada a principal rota, juntamente com o Haiti, para o transporte de entorpecentes dos Estados Unidos.

(Reportagem de Manuel Jimenez)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.