Nova York, 24 nov (EFE).- A confiança dos consumidores dos Estados Unidos na economia melhorou levemente em novembro, mas eles ainda se mostram muito pessimistas sobre a evolução de sua renda, segundo dados divulgados hoje pela firma The Conference Board.

O índice de confiança elaborado por essa entidade privada de análise subiu para 49,5 pontos em novembro, frente aos 48,7 pontos de outubro, um mês no qual havia caído com força a respeito de setembro.

O índice de novembro foi mais favorável que os 47,5 pontos que os economistas previam.

O subíndice relativo às condições atuais da economia americana quase não variou este mês em relação ao anterior, e ficou em 21 pontos, frente aos 21,1 pontos do mês anterior.

Quanto às expectativas dos consumidores sobre a evolução da economia em um prazo de seis meses, o subíndice que mede essa variável subiu para 68,5 pontos em novembro, frente aos 67 pontos de outubro.

A diretora do Centro de Pesquisa do Consumidor nessa entidade, Lynn Franco, afirmou, em comunicado à imprensa, que o subíndice sobre a situação atual da economia se mantém em níveis não registrados em 26 anos.

Acrescentou que as perspectivas quanto à renda "continuam muito pessimistas e os consumidores estão entrando na temporada natalina com uma atitude muito austera".

A pesquisa de confiança se baseia em uma amostra de 5 mil famílias americanas e em dados coletados até 17 de novembro. EFE vm/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.