SÃO PAULO - A confiança dos investidores na Alemanha caiu significativamente em julho. O indicador foi para -63,9 após situar-se em -52,4 um mês antes. O baixo nível do índice reflete, segundo o instituto ZEW, riscos mais elevados para a atividade econômica.

O alto preço do petróleo, o euro forte, a crise nos Estados Unidos, a alta na taxa de juro pelo BCE e a fraca demanda do consumidor doméstico devem afetar negativamente as companhias alemãs nos próximos seis meses, observou o ZEW em nota em sua página eletrônica.

O encarecimento do petróleo e dos alimentos levou o Banco Central Europeu (BCE) a aumentar a taxa de juro em 0,25 ponto, para 4,25%, no começo deste mês.

O presidente do ZEW, Wolfgang Franz, disse que os problemas atuais no segmento bancário dos Estados Unidos mostram que a crise financeira ainda não acabou. Naturalmente, isto reforçou as preocupações dos especialistas do mercado financeiro sobre o desenvolvimento econômico na Alemanha no próximo ano, acrescentou.

Participaram do levantamento de julho 308 analistas.

(Juliana Cardoso | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.