Berlim, 15 jul (EFE).- A confiança a médio prazo do investidor na Alemanha caiu em julho novamente com força até o nível mais baixo desde 1991 por causa basicamente do forte retrocesso registrado nos pedidos da indústria.

O Centro para pesquisa Econômica Européia (ZEW) informou hoje que seu índice de confiança investidora na Alemanha caiu este mês 11,5 pontos, para menos 63,9 pontos, em comparação a menos 52,4 pontos de junho, com uma queda maior do que tinham esperado os analistas.

O ZEW, com sede na localidade de Mannheim (sudoeste da Alemanha), também previu que a tendência de baixa se manterá nos próximos seis meses.

"O alto preço do petróleo, a força do euro, a crise nos Estados Unidos e o aumento das taxas de juros pelo BCE, assim como a fraca demanda do consumo seguirão possivelmente lastrando as empresas alemãs nos próximos seis meses", declarou o ZEW em seu comunicado mensal.

Segundo o presidente deste centro, Wolfgang Franz, "os eventos atuais no mercado hipotecário dos Estados Unidos demonstram que falta muito para superar a crise financeira".

Esta situação faz com que os especialistas alemães temam pelo desenvolvimento conjuntural alemão no próximo ano, declarou Franz.

A isto se acrescentam informações, adiantadas pela Confederação de Câmaras de Indústria e Comércio, segundo as quais a economia alemã "com quase prática segurança" diminuiu no segundo trimestre.

EFE ih/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.