SÃO PAULO - A confiança do setor de negócios do Japão está se recuperando, conforme pesquisa Tankan, do Banco do Japão (BOJ). O índice que mede o sentimento entre os grandes empresários manufatureiros alcançou o maior nível desde setembro de 2008 ao marcar -14 para o período de janeiro a março deste exercício.

SÃO PAULO - A confiança do setor de negócios do Japão está se recuperando, conforme pesquisa Tankan, do Banco do Japão (BOJ). O índice que mede o sentimento entre os grandes empresários manufatureiros alcançou o maior nível desde setembro de 2008 ao marcar -14 para o período de janeiro a março deste exercício. A leitura veio depois da marca de -25 dos três meses até dezembro do ano passado. Em março de 2009, o indicador, que mede o percentual de companhias que consideram as condições de negócios como boas menos o daquelas que avaliam a situação como ruim, foi -58. Entre os grandes empresários não manufatureiros, o resultado também foi mais animador em março, de -14, em comparação com o -21 apurado de dezembro do ano passado. A pesquisa mostrou ainda que as grandes companhias tanto do setor manufatureiro como não manufatureiro pretendem cortar gastos com bens de capital em uma média de 0,4% no atual exercício fiscal, que começou nesta quinta-feira, em comparação com uma redução muito mais acentuada, de 14,2%, no calendário fiscal anterior. (Juliana Cardoso | Valor, com agências internacionais)
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.