Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Confiança do consumidor recua 2% de dezembro para janeiro

SÃO PAULO - A confiança dos consumidores paulistanos atingiu o menor nível desde novembro de 2005 ao cair 2% e registrar neste mês janeiro 124,4 pontos. Embora variações acima de 100 pontos ainda reflitam otimismo, os dados divulgados hoje pela Federação do Comércio do Estado de São Paulo (Fecomercio-SP) mostram que essa é a quarta queda consecutiva do Índice de Confiança dos Consumidores (ICC), o que já poderia ser considerada uma evidência de efeito da crise internacional e também uma tendência para retrações futuras do indicador.

Valor Online |

Os números mostram que houve queda substancial, de 3,1%, na componente que avalia a percepção dos entrevistados em relação ao futuro, o chamado Índice das Expectativas do Consumidor (IEC), que fechou o mês em 128,4 pontos. A variável que mede a confiança no momento presente, o Índice das Condições Econômicas Atuais (ICEA), ficou praticamente estável frente a dezembro, com baixa de apenas 0,1% para 118,5 pontos.

O movimento de queda no otimismo foi maior entre consumidores com renda mensal acima de 10 salários mínimos. Nesse grupo, a confiança caiu 3,8% de dezembro para janeiro (129 pontos), com baixa de 5,5% (131,4 pontos) no quesito que avalia o futuro e recuo de 0,9% (125,3 pontos) no índice que mostra a percepção sobre o presente.

Para os consumidores com renda inferior a 10 salários mínimos a queda do ICC geral foi de 2,2% (123,4 pontos), com recuo de 3,2% na confiança sobre o futuro e de 0,5% na avaliação sobre o momento atual.

O levantamento, feito no dia 2 deste mês junto a 2.100 consumidores, também revela que os homens continuam mais otimistas do que as mulheres (127,8 pontos contra 121,3 pontos respectivamente). Na avaliação por faixa etária, o grau de confiança dos mais jovens com até 34 anos caiu menos (1,8% para 128,6 pontos) do que o nível de confiança dos consumidores com mais de 35 anos, onde a baixa do índice foi de 4,9%, para 120,7 pontos.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG