Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Confiança do consumidor nos EUA atinge mínima recorde

NOVA YORK (Reuters) - A confiança do consumidor dos Estados Unidos caiu para um patamar recorde de baixa em dezembro, golpeada pelo pior mercado de emprego em 16 anos, informou o Conference Board nesta terça-feira. O Conference Board, uma instituição de pesquisa, divulgou que o índice de confiança do consumidor caiu para 38,0 em dezembro, frente a 44,7 em novembro, leitura revisada levemente para baixo.

Reuters |

A mediana das previsões dos economistas consultados pela Reuters era de uma leitura de 45,0. As 62 estimativas ficaram na faixa entre 40,0 e 51,1.

"O desgaste do índice de confiança do consumidor reflete a rápida e acentuada deterioração das condições econômicas que ocorreu no quarto trimestre de 2008", disse Lynn Franco, diretor do centro de pesquisa do consumidor do Conference Board.

"A perspectiva econômica, de maneira geral, permanece um pouco sombria para o primeiro semestre de 2009, e apenas uma modesta recuperação é esperada no segundo semestre."

A maior parte das preocupações dos consumidores gira em torno dos cortes de emprego vistos nos últimos meses.

Os empregadores norte-americanos fecharam 533 mil postos de trabalho somente em novembro, a maior redução em 34 anos, segundo dados do Departamento de Trabalho divulgados no início deste mês.

Os números do Conference Board refletiram esse fato, com o índice de "empregos difíceis de conseguir" subindo para 42,0 em dezembro --maior leitura desde dezembro de 1992 e superior aos 37,1 de novembro.

Conforme o esperado, os consumidores também avaliaram a situação atual como a pior em 16 anos. Esse indicador caiu para 29,4 --menor nível desde abril de 1992--, frente a 42,3 em novembro.

(Reportagem de Burton Frierson)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG