Nova York, 29 jul (EFE).- A confiança dos consumidores dos Estados Unidos na economia melhorou em julho a respeito do mês anterior, mas continua uma perspectiva sombria sobre as condições de negócio e emprego, segundo dados divulgados hoje pela firma The Conference Board.

O índice de confiança elaborado por essa entidade privada de análise econômica ficou em 51,9 pontos este mês, comparado com os 51 pontos do mês anterior.

O índice que mede a percepção dos americanos sobre as condições atuais da economia quase não variou a respeito do mês anterior e ficou em 65,3 pontos, frente aos 65,4 pontos de junho.

O índice que mede as perspectivas dos consumidores sobre o comportamento da economia a um prazo de seis meses subiu para 43 pontos, diante dos 41,4 pontos de junho.

Lynn Franco, diretora do Centro de Pesquisa do Consumidor nessa entidade, disse, na divulgação dos dados, que o comportamento do índice sobre a situação atual "sugere que não houve uma significativa melhoria ou deterioração" da economia ou do mercado de trabalho, e persiste a cautela sobre a evolução a médio prazo.

A pesquisa mensal da instituição com 5.000 famílias revelou que 32,8% dos entrevistados consideram que as condições de negócio são "ruins" neste momento, comparado aos 31,9% que achava o mesmo há um mês.

Além disso, 30,3% afirmam que é difícil encontrar emprego, frente aos 29,7% que tinham essa mesma percepção no mês passado.

Sobre os próximos seis meses, 32,4% esperam que a situação econômica piore, frente aos 33,5% que opinavam o mesmo há um mês.

Em relação ao mercado de trabalho, 37,1% prevêem que haverá menos oportunidades de emprego nos próximos meses, comparado aos 35,7% que tinham essa mesma percepção em junho. EFE vm/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.