SÃO PAULO - O Índice de Confiança da Indústria (ICI) encolheu 11,7% na passagem de setembro para outubro, indo de 120,2 pontos para 106,1 pontos, sem ajuste sazonal. A Fundação Getulio Vargas (FGV) mostrou piora tanto na avaliação do quadro presente como futuro - o indicador referente à situação atual ficou em 112,5 pontos agora perante os 123,3 pontos do mês passado e o índice de expectativas foi de 117 pontos para 100 pontos.

Com ajuste sazonal, o ICI partiu de 120,8 pontos em julho para 105,3 pontos em outubro, "o menor nível desde janeiro de 2006 (99,1 pontos)", destacou a FGV. Segundo o organismo, "a queda acentuada sinaliza desaceleração de atividade econômica em outubro e pessimismo em relação aos próximos meses". O Índice da Situação Atual cedeu para 109,4 pontos frente aos 127,5 pontos em julho. O Índice de Expectativas marcou 101,5 pontos neste mês depois de situar-se em 114,1 pontos.

De julho para outubro, foi apurada deterioração na percepção relativa ao nível de demanda. As empresas consultadas que consideraram como forte foram de 29,1% para 16,6%. A parcela daquelas que avaliaram como fraco subiu, de 2,7% para 11,9%.

Das 1.101 empresas pesquisadas, 40,4% aguardam melhoria nas condições de negócios nos próximos meses e 10,1% esperam o contrário. "Este é o pior resultado para este quesito da sondagem desde julho de 2003, quando estas parcelas haviam sido de 35,5% e 22,9%, respectivamente", declarou a FGV.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.