Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Conab prorroga para junho prazo para comprovar Pepro de algodão

Brasília, 12 - O governo aceitou pedido da iniciativa privada e ampliou para 15 de maio o prazo para escoamento do algodão comercializado por meio do Prêmio Equalizado pago ao Produtor Rural (Pepro), informou hoje a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) por meio da sua assessoria de imprensa. A data para comprovação definitiva das operações foi estabelecida em 15 de junho.

Agência Estado |

A decisão foi tomada nesta semana pelo presidente da estatal, Wagner Rossi, após consulta às áreas técnica e jurídica, em reunião com representantes da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Algodão, da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa), da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (ABIT) e da Associação Nacional dos Exportadores de Algodão (Anea). A Conab enviou hoje à Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura pedido de análise sobre este procedimento.

Segundo Rossi, a solicitação de um novo prazo foi feita por todos os setores da cadeia produtiva, que informaram as dificuldades enfrentadas com a crise financeira, como a falta de crédito, tanto para o agricultor quanto para a indústria e tradings, principais compradoras do algodão que é destinado ao mercado externo. "Para que o apoio do governo seja o mais efetivo, a prorrogação nos parece justa. O importante é que ninguém deixará de cumprir os seus compromissos. Estes terão apenas mais dois meses, sem qualquer prejuízo para o governo nem para a sociedade", afirma ele.

Os leilões de algodão ocorreram em junho do ano passado. Nas três rodadas, foram negociadas 1,024 milhão de toneladas da fibra. Deste total, foram efetivamente comprovadas e escoadas 476 mil toneladas. A Conab deve divulgar na próxima semana comunicado sobre a alteração das datas.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG