Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Conab eleva safra 08/09 de café para 45,8 mi sacas

SÃO PAULO (Reuters) - O governo brasileiro aumentou levemente sua estimativa para a produção de café no país na safra 2008/09 para 45,85 milhões de sacas (60 kg), ante previsão de maio de 45,54 milhões de sacas, informou a estatal Conab nesta segunda-feira. Na safra anterior (2007/08), a produção de café brasileira havia ficado em 33,7 milhões de sacas.

Reuters |

A produção de café do tipo arábica foi projetada em 35,27 milhões de sacas, ante 34,7 milhões em maio, e a de robusta deverá alcançar 10,58 milhões de sacas, contra 10,84 milhões estimados em maio.

'A colheita atual é beneficiada pela bianualidade positiva do produto, regularização das chuvas e pelos bons tratos culturais, como uso adequado de adubos, controle de pragas e sistemas de irrigação', informou a Conab em comunicado.

Segundo a estatal, esta será a segunda maior safra dos últimos dez anos, ficando atrás apenas da produção do ciclo 2002/03, quando chegou a 48,48 milhões de sacas.

Analistas independentes projetavam uma safra maior para o Brasil, perto dos 50 milhões de sacas, mas recentemente produtores disseram que a seca no ano passado teve alguns efeitos na produção, como um tamanho menor dos grãos, o que poderá fazer com que o peso total da safra fique um pouco abaixo do esperado inicialmente.

Assim, é possível que a estimativa do mercado se aproxime um pouco da visão do governo, com a pequena elevação desta segunda-feira na estimativa oficial.

A colheita do café da safra 2008/09 está perto de ser concluída. De maneira geral, de 70 a 90 por cento das áreas produtoras já foram colhidas.

A pesquisa mostra que a região Sudeste vai produzir 38,51 milhões de sacas, 84 por cento do total. Minas Gerais segue como o maior Estado produtor, com 23,38 milhões de sacas, seguido pelo Espírito Santo (10,23 milhões de sacas) e São Paulo (4,6 milhões de sacas).

O estudo da Conab mostra uma ocupação de 2,32 milhões de hectares de áreas agricultáveis no Brasil com café, com 91,5 por cento desta área com árvores em produção e o restante com pés ainda em formação.

O levantamento foi realizado entre os dias 10 e 23 de agosto e contou com 189 técnicos da estatal e de instituições parceiras. Segundo o governo, foram ouvidos 2,7 mil agricultores, representantes de cooperativas e de órgãos públicos e privados.

(Reportagem de Marcelo Teixeira)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG