Tamanho do texto

Brasília, 4 - Um estudo inédito elaborado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) mostra que os custos variáveis para a produção de leite variam de R$ 0,57 a R$ 0,60 por litro, de acordo com a localidade, em São Paulo. No Rio Grande do Sul, o pecuarista gasta entre R$ 0,53 e R$ 0,54 por litro.

Em Minas Gerais, os custos oscilam de R$ 0,54 a R$ 0,59 por litro.

Em nota, a assessoria de imprensa da Conab informou que o método de cálculo utilizado avalia todos os gastos do produtor ao longo do processo produtivo. O estudo permitirá ao governo estabelecer preços de referência para o produto, base da política de apoio à comercialização.

Para estimar os gastos com a utilização de insumos, serviços, máquinas e implementos, os técnicos da Conab visitaram fazendas com produção acima de 150 litros de leite por dia. A cada dois meses, os técnicos da estatal irão a campo para atualizar os números. Nos próximos estudos serão apurados também os custos em Rondônia e Goiás, referências para as regiões Norte e Centro-Oeste.

Com base na pesquisa, a Conab já realizou duas intervenções no mercado de leite neste ano. Foram feitos leilões de subvenção para o escoamento de 400 milhões litros da bebida. Os produtores arremataram subsídios para 71 milhões de litros, com investimento do governo previsto em cerca de R$ 5 milhões. A próxima intervenção está marcada para o dia 10 de fevereiro, para mais 200 milhões de litros.