SÃO PAULO - Parece durar pouco o alívio trazido pelo novo resgate ao setor financeiro norte-americano e as bolsas de valores tanto aqui quanto lá devolvem os ganhos registrados pela manhã. Na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), os bancos concentram as vendas, e, por volta das 15 horas, o Ibovespa apontava queda de 0,25%, aos 39.053 pontos.

O giro financeiro estava em R$ 2,02 bilhões. Em Wall Street, o Dow Jones recuava 0,27%, enquanto o Nasdaq caía 0,49%.

O governo norte-americano se viu obrigado a intervir novamente no setor financeiro, mais especificamente no Bank of America e no Citigroup, que estavam sob crise de confiança e envoltos em rumores de nacionalização. O pacote de pouco mais de US$ 400 bilhões vem na forma de garantia aos ativos dos dois bancos.

A ajuda vem no mesmo dia em que Citi e BofA anunciaram prejuízos bilionários. O BofA fechou o quarto trimestre do ano com perda de US$ 1,8 bilhão, enquanto o Citi amargou prejuízo de US$ 8,3 bilhões. Resultados piores do que o estimado.

De volta ao mercado interno, o dia menos negativo e a menor aversão risco proporcionada pelas medidas estimularam a venda de dólares. Há pouco, a divisa era negociada a R$ 2,335 na venda, baixa de 1,89%.

Dentro do Ibovespa, Petrobras PN subia 0,04%, para 24,11, e Vale PNA avançava 0,07%, a R$ 26,42. Atuando em direção contrária, Itaú PN caía 2,82%, para R$ 24,09, e Bradesco PN se desvalorizava 1,38%, a R$ 21,35.

Ainda na ponta vendedora, Sadia PN caía 2,73%, para R$ 3,55, Telemar ON recuava 2,62%, para R$ 31,16, e Aracruz PN cedia 1,81%, a R$ 2,71.

Na ponta compradora, Gol PN subia 5,54%, a R$ 11,62, e Rossi Residencial ON tinha valorização de 4,40%, para R$ 4,50. TIM PN e Vivo PN ganhavam mais de 3% cada, para R$ 5,29 e R$ 33,90, respectivamente.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.