Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Compra de carteiras de crédito gira só R$ 5,7 bi

Dos recursos dos compulsórios liberados pelo Banco Central (BC), num total de R$ 56 bilhões desde setembro, só R$ 5,778 bilhões foram destinados para a compra de carteiras de crédito. Outros R$ 21 bilhões foram irrigar o caixa de bancos pequenos e médios e suprir a falta de liquidez que travou o mercado financeiro, há dois meses.

Agência Estado |

Essa é a primeira vez que esses dados dos compulsórios são detalhados.

O BC contabiliza, ainda, que outros R$ 4,430 bilhões foram utilizados em negócios de compra de carteiras e ativos entre os bancos. No entanto, trata-se de um dinheiro que ainda está retido, mas será liberado em breve. Esses R$ 4,4 bilhões já são considerados parte dos compulsórios que serão liberados, em resposta à punição adotada pelo BC de não corrigir pela variação da Selic os recursos que não forem utilizados na compra de carteiras de crédito de outras instituições.

A medida, anunciada no dia 30 de outubro, que entrará em vigor na próxima sexta-feira, dia 14, poderá colocar em circulação R$ 28 bilhões, de acordo com a avaliação do BC. Mesmo com a liberação de mais de R$ 56,068 bilhões desde setembro, os bancos mantinham R$ 215,947 bilhões no BC na última sexta-feira, dia 7.

O presidente do BC, Henrique Meirelles, já sinalizou que, se necessário, podem ser anunciadas novas liberações desses recursos para ajudar a melhorar a liquidez do mercado brasileiro. Em comunicado no início de outubro, o Banco Central informou que poderia liberar até R$ 100 bilhões dos depósitos compulsórios nos bancos.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG