Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Company foi oferecida a várias empresas

A Company foi oferecida a várias empresas do setor antes de fechar com a Brascan Residential Properties. O desejo da construtora se tornou público no começo do ano, quando o diretor de relações com investidores, Luiz Rogelio Tolosa, comunicou que a Company deveria se fundir com uma concorrente de mesmo porte ainda em 2008.

Agência Estado |

Na ocasião, a candidata mais forte era a incorporadora Helbor. As conversas não foram adiante porque os controladores das duas empresas não chegaram a um acordo sobre preço. No mercado, se dizia também que eles não teriam se entendido sobre quem mandaria no dia seguinte e qual marca prevaleceria.

Com a Brascan, as negociações duraram quatro meses. "Esse é um casamento perfeito. A magnitude dessa nova companhia é infinitamente maior do que se tivéssemos nos unido com uma empresa menor. Quando você negocia com uma empresa 100% profissional, como a Brascan, é muito mais fácil", disse Tolosa.

O caso da Company não é único, embora seja o mais explícito. Outras companhias do mesmo porte estão com dificuldade de caixa e tentam encontrar soluções para continuar crescendo, vendendo ativos ou o próprio negócio. "Algumas empresas estão sendo engolidas. É muito difícil sobreviver no mercado do tamanho que elas estão", acredita a diretora da consultoria Alvarez & Marsal, Fabiana Fakhoury.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG