Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Companhias aéreas mostram forte recuperação após crise, diz IATA

Por Jonathan Lynn GENEBRA (Reuters) - As companhias aéreas estão se recuperando fortemente da crise, com o retorno dos passageiros, fretes e preços, afirmou nesta quinta-feira a IATA, a associação da indústria aérea mundial, que reduziu pela metade a previsão de perdas em 2010.

Reuters |

Com a capacidade tanto para passageiros quanto para cargas atingindo níveis recordes no final do ano passado, todos os indicadores estão na direção certa e a recuperação é muito melhor que a esperada, disse o diretor geral da IATA, Giovanni Bisignani.

A recuperação --que ainda deixa a indústria no vermelho-- é uma boa notícia tanto para a indústria como para a economia global como um todo, indicando que as exportações estão sendo reanimadas.

A IATA estima que 30 por cento do comércio mundial em valores é movimentado pelo frete aéreo.

"Estamos na direção certa. A recuperação é forte. Mas ainda estamos nos patamares pré-crise", disse Bisignani em conferência de imprensa.

A IATA disse que as companhias aéreas terão prejuízo de 2,8 bilhões de dólares este ano, metade dos 5,6 bilhões de dólares que haviam sido previstos em dezembro.

A IATA, que agrupa cerca de 230 empresas aéreas, reduziu sua estimativa de prejuízo em 2009 para 9,4 bilhões de dólares contra 11 bilhões de dólares em dezembro.

A demanda de passageiros deve crescer 5,6 por cento em 2010 depois de recuar 2,9 por cento no ano passado, enquanto que a demanda de cargas saltará 12 por cento, após ter caído 11,1 por cento, indicou a IATA em sua previsão financeira atualizada.

O desempenho varia de acordo com a região, com a Ásia e América Latina puxando a recuperação, mas com os mercados do Atlântico Norte e Europa ainda fracos.

Segundo Bisignani, levará de 2 a 3 anos para o setor se recuperar dos prejuízos da crise.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG