Tamanho do texto

São Paulo, 23 mar (EFE).- A companhia espanhola Construcciones y Auxiliar de Ferrocarriles (CAF) estabeleceu a linha de trens de alta velocidade que deve ser construída para unir São Paulo e Rio de Janeiro como alvo estratégico.

O presidente do Governo do País Basco (lehendakari), Patxi López, e o conselheiro de Indústria, Bernabé Unda, visitaram hoje a fábrica que a CAF construiu em Hortolândia (SP), na qual foram investidos 45 milhões de euros.

Cerca de 800 pessoas trabalham nessas instalações, segunda maior fábrica da companhia basca.

A instalação começou a ser construída em fevereiro de 2009 e, na próxima semana, a CAF já entregará a primeira unidade fabricada para o metrô de São Paulo. Atualmente, ela tem capacidade de produzir dois vagões por dia.

Segundo um porta-voz da direção da CAF, espera-se que a nova fábrica entregue 400 carros ainda este ano, entre 20% e 30% da produção da companhia no mundo todo.

Uma fonte precisou que o "desafio" da CAF para os próximos meses e anos é crescer em outros estados brasileiros e tentar conseguir o contrato para produzir as unidades da linha de alta velocidade entre São Paulo e Rio. No entanto, as eleições presidenciais deste ano podem atrasar a licitação. EFE jn/pb/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.