Tamanho do texto

O bom desempenho das exportações em agosto se deve principalmente ao aumento das vendas de produtos básicos, sobretudo de commodities. Segundo dados divulgados nesta pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), houve um crescimento de 97,5% na média diária das exportações de básicos até a terceira semana de agosto em relação ao mês de agosto de 2007.

Os principais incrementos foram em petróleo em bruto, minério de ferro, carne suína, bovina e de frango, soja em grão, farelo de soja, café em grão e minério de cobre. As exportações de semimanufaturados subiram 60,3%, por conta de semimanufaturados de ferro e aço, ferro-ligas, ferro fundido, celulose, óleo de soja em bruto, açúcar em bruto e alumínio em bruto.

As vendas externas de manufaturados cresceram 23,5%, principalmente as de suco de laranja não congelado, gasolina, máquinas e aparelhos para uso agrícola, etanol, medicamentos, aviões e tratores.

Nas importações, aumentaram os gastos que com adubos e fertilizantes, cujas compras subiram 200,9%, e combustíveis e lubrificantes, que tiveram aumento de 122,4% em relação a agosto de 2007. Também subiram as importações de equipamentos mecânicos (64,6%), instrumentos de ótica e precisão (63,7%), automóveis e partes (52,0%) e plásticos e obras (49,3%).

Na terceira semana de agosto, a balança comercial apresentou exportações de US$ 5,304 bilhões e importações de US$ 3,638 bilhões, o que resultou em superávit de US$ 1,666 bilhão, o melhor saldo semanal deste ano.

No acumulado do mês, as exportações somam US$ 11,193 bilhões, e as importações, US$ 9,074 bilhões, com superávit de US$ 2,119 bilhões. No ano, as exportações totalizam US$ 122,291 bilhões, as importações, U$S 105,519 bilhões, com saldo positivo de US$ 16,772 bilhões.