Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Comissário diz que UE dá sinais profundos de desaceleração

Washington, 11 out (EFE).- O comissário de Assuntos Econômicos e Monetários da União Européia (UE), Joaquín Almunia, disse hoje que a desaceleração na Europa dá sinais de estar se acentuando, em meio a um clima de incerteza e falta de confiança nos mercados.

EFE |

"As perspectivas para a economia da UE se transformaram excepcionalmente em incertas nas últimas semanas", afirmou Almunia diante do Comitê Monetário e Financeiro Internacional (IMFC, em inglês), principal órgão diretor do Fundo Monetário Internacional (FMI), que realizou hoje sua reunião semestral.

"Os eventos acontecem de forma rápida e imprevisível. A confiança entre os participantes dos mercados financeiros foi derrubada, o que desacelerou" de forma significativa "o fluxo do crédito", explicou Almunia.

O comissário afirmou que os indicadores econômicos apontam para uma desaceleração "adicional" da atividade no terceiro trimestre deste ano.

Ele afirmou que o Produto Interno Bruto (PIB) europeu diminuiu pela primeira vez desde a introdução do euro.

Ao mesmo tempo, "os Estados Unidos provavelmente estão entrando em uma recessão", firsou Almunia.

O espanhol também disse que, com a queda dos preços das matérias-primas, a inflação está em baixa na UE.

"Se forem confirmados, estes novos fatos poderiam justificar alguma redução das taxas de juros a curto prazo", previu. EFE cma/ab/rr

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG