SÃO PAULO - A Companhia de Gás de São Paulo (Comgás) informou nesta quinta-feira que espera aumentar o volume de gás que compra da Petrobras no primeiro trimestre de 2009. O diretor de Relações com Investidores da Comgás, Roberto Lage, confirmou que a empresa firmou um termo de compromisso com a estatal, pelo qual terá preferência para a compra de qualquer oferta adicional de gás que venha a surgir no mercado brasileiro.

Atualmente, a empresa compra cerca de 14 milhões de metros cúbicos por dia da Petrobras, sendo que 8,7 milhões de metros cúbicos vêm da Bolívia, e 5,3 milhões de metros cúbicos dos campos nacionais.

Entre as expectativas do mercado para o aumento da oferta está a chegada do Gás Natural Liquefeito (GNL). A primeira carga do combustível já chegou ao porto do Pecém, no Ceará, e a segunda está prevista para aportar no Rio de Janeiro durante o último trimestre deste ano. Além disso, os investimentos da Petrobras em exploração poderão elevar a disponibilidade do combustível.

O executivo esclareceu que a preferência pela Comgás para o excedente está no fato de o Estado de São Paulo, área de concessão da empresa, apresentar a maior demanda do país.

No entanto, Laje informou que o formato do contrato que balizará a compra do gás adicional ainda não foi definido, bem como os volumes envolvidos. O desejo da empresa, segundo ele, é de que fosse um contrato firme, ou seja, com garantia de que o abastecimento do combustível não pode ser interrompido. Nesse caso, a Comgás poderia até promover uma expansão no segmento industrial, que tem demanda reprimida, segundo o executivo.

Ele informou ainda que a Comgás já preencheu a cota de 1 milhão de metros cúbicos por dia para o fornecimento de gás natural via contratos firmes flexíveis. Por esses contratos, acertados em dezembro do ano passado com a Petrobras, a entrega do gás pode até ser interrompida, desde que haja a imediata substituição por óleo combustível, sendo que os custos relativos a essa troca ficam a cargo da estatal. O volume comercializado sob esse contrato está abastecendo 11 clientes da Comgás, de acordo com Lage.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.