Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Comércio eletrônico deve crescer até 35% em 2010, prevê B2W

SÃO PAULO - O mercado de comércio eletrônico no Brasil deverá apresentar crescimento de 15% a 35% em 2010. A estimativa é da B2W, empresa resultante da fusão entre Americanas.

Valor Online |

com e Submarino.

Se confirmado, a companhia espera o mesmo crescimento nas vendas, que geraram para a empresa em 2009 uma receita líquida de R$ 3,793 bilhões, o que representou uma alta de 22% sobre 2008.

"Contratamos um estudo sobre o mercado para saber qual será o desempenho. Enquanto não temos o resultado, prevemos este range de alta (de 15% a 35%) e acreditamos que as vendas da empresa devam crescer mais neste ano", afirmou o diretor financeiro da B2W, Murilo Corrêa, na divulgação dos resultados da companhia.

Diante das perspectivas, a companhia estima ainda investimentos na ordem de R$ 200 milhões e R$ 250 milhões para este ano, depois de investir R$ 133 milhões no ano passado.

Os recursos serão destinados ao melhor atendimento dos clientes, à área de tecnologia da informação, além de automação e logística. "Queremos melhorar nossa performance operacional. Precisamos de robustez tecnológica", afirmou o executivo.

A B2W enfatizou ainda a expansão internacional da empresa, marcada pela ampliação da venda de ingressos online para a rede Cinemark no México. "Iniciamos também a prospecção de novos países na América Latina para replicar o modelo de negócio", informou a companhia.

Para Murilo Corrêa, com as melhorias dos processos prevista pela companhia, será possível a sustentação dos resultados da empresa. "Temos completa condição de sustentar (os ganhos)", disse.

O lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação (Ebitda, na sigla em inglês) da B2W somou R$ 489 milhões em 2009, expansão de 20% ante um ano antes.

(Vanessa Dezem | Valor)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG