Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Começa no Japão a maior feira de videogames do mundo

Isabel Conde. Tóquio, 9 out (EFE).- A maior feira de videogames do mundo, Tokyo Game Show, começou hoje no Japão com 879 novos produtos e um desafio: conseguir que cada membro de uma família tenha um videogame.

EFE |

Além de produtos conhecidos, os visitantes puderam testar quase 900 novos jogos, bem mais que os 702 da edição passada e que marcaram o recorde histórico de lançamentos.

Desde as primeiras horas da manhã, filas intermináveis de profissionais do setor, torcedores, jornalistas e fanáticos por videogames e histórias em quadrinhos - conhecidos no Japão como Otakus - formaram-se nos acessos do centro de conferências Makuhari Messe, em Chiba (leste de Tóquio), onde acontece o evento.

Todos queriam ser os primeiros a descobrir e a testar os novos lançamentos de marcas como Nintendo, Microsoft e Sony, e a andar pelos 210 mil metros quadrados que, durante quatro dias, será o paraíso para os amantes de videogames e no qual se esperam quase 200 mil visitantes.

O mercado global de videogames gerou 677 bilhões de ienes (aproximadamente US$ 6,7 bilhões) durante o ano fiscal de 2007, encerrado em março deste ano, um crescimento de 60% desde 2003, segundo a revista especializada "Enterbrain".

No entanto, as vendas destes aparelhos se desaceleraram durante a primeira metade do ano fiscal de 2008 e registraram uma queda de 21% em relação aos primeiros seis meses do mesmo período em 2007.

Nem com o fanatismo de seus fãs, os gigantes dos videogames estão imunes à crise financeira em quase todos os setores.

Por isso, fabricantes japoneses como Sony e Nintendo tentam manter a expectativa e a demanda de seus consumidores com o quase contínuo e simultâneo lançamento de novos e sofisticados produtos.

A Nintendo lançará no Japão em 1º de novembro seu novo videogame portátil DSi, equipado com câmara e reprodutor de áudio, por US$ 179, enquanto sua concorrente Sony apresentará este mês o novo PlayStation Portable 3000 (PSP-3000), com tela de LCD e microfone integrado, por pouco menos de US$ 200.

O sucesso destes dispositivos portáteis é fundamental para a nova estratégia dos gigantes dos videogames, que desejam ampliar o mercado de consumidores até conseguir que cada membro da família tenha seu próprio aparelho.

Para isso, os fabricantes estão começando a lançar jogos para os clientes mais tradicionais e para os que querem conquistar - desde os mais novos, com jogos muito simples, até os mais velhos, com o Brain Age 2: More Training in Minutes a Day, da Nintendo DS.

"Uma das coisas mais importantes este ano é a decolagem dos jogos casuais, uma tendência muito bem-sucedida que está atraindo novos jogadores, desde os mais velhos aos mais novos", disse à Agência Efe Amar Gavhane, executivo do grupo Hudson Entertainment.

Os promotores da feira confirmaram que cada vez há mais produtos para toda a família e lembraram que aqueles que permitem o uso de todo o corpo, como o Nintendo Wii, "estão na moda".

Em um mercado onde a concorrência é tão grande, qualquer atrativo é válido.

Por exemplo, a empresa japonesa Konami, uma das principais do Japão e responsável por jogos como Silent Hill, utilizará pela primeira vez a imagem do jogador argentino Lionel Messi, do Barcelona, como atração para o lançamento da nova versão do jogo Winning Eleven - Pro Evolution Soccer.

Desta forma, entre chamativos cartazes com estrelas como Messi e rodeados por contínuos sons das músicas do jogo, destacavam-se as clássicas aeromoças japonesas, vestidas no estilo mangá.

Elas também serão um dos atrativos para que a feira Tokyo Game Show 2008, da qual participam 209 empresas de 14 países, receba novamente este ano tantos visitantes. EFE icr/fh/jp

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG