O vôo da companhia Aerolineas Argentinas que deveria ter chegado ao Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim, no Rio de Janeiro, às 13h de ontem (26), está previsto para aterrisar às 14h de hoje (27), segundo informações da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero).

Ao todo, quatro vôos estão atrasados desde sábado, deixando centenas de brasileiros à espera no Aeroporto de Buenos Aires, na Argentina.

Por causa disso, quem pretendia embarcar no Rio de Janeiro, com destino à capital portenha, também precisa aguardar. O estudante de engenharia Pedro Roitmam, cujo vôo estava marcado para as 14h de ontem (26), partindo do Rio de Janeiro para Buenos Aires, ainda não sabe quando conseguirá chegar à cidade de São Carlos de Bariloche, seu destino final.

Ontem quando eu cheguei aqui no aeroporto, me mandaram de volta pra casa porque, a princípio, o vôo havia sido remarcado para as 19h. Voltei mais tarde e fiquei esperando até 1h desta madrugada, quando a companhia aérea nos levou para um hotel no centro do Rio, onde passamos a noite. Voltamos para o aeroporto hoje de manhã e, até agora, nada, relatou o estudante.

Tenho medo de não conseguir fazer a conexão até Bariloche por conta de tanto atraso, disse. O estudante também reclama da falta de informações precisas.

A cada hora falam uma coisa diferente. Já ouvimos dizer que isso tudo está acontecendo porque a companhia foi estatizada e os funcionários estariam realizando um boicote por não terem recebido seus salários devidamente, afirmou.

Os telefones da companhia Aerolineas Argentinas, no Aeroporto Antônio Carlos Jobim, estão todos ocupados. Funcionários da Infraero informam que isso vem ocorrendo desde o início da manhã.

Há cerca de 10 dias, as companhias aéreas Aerolineas Argentinas e Austral, que concentram 80% dos vôos da Argentina, passaram para as mãos do governo, conforme anúncio do secretário de Transporte do país, Ricardo Jaime.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.