Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Com queda do PIB japonês, bolsas da Ásia fecham em baixa, menos China

SÃO PAULO - A maioria das bolsas asiáticas fechou em baixa nesta segunda-feira, com os mercados da região atentos à retração da economia japonesa. Dados oficiais mostraram que o PIB (Produto Interno Bruto) japonês caiu 3,3% entre outubro e dezembro do ano passado ante os três meses anteriores. Em termos anualizados, houve contração de 12,7%.

Valor Online |

As autoridades do Japão já avisaram que, diante do resultado, podem rever o plano de estímulo econômico para frear o desaquecimento.

A notícia do aprofundamento dos efeitos da crise mundial na segunda maior economia do mundo gerou pessimismo. As ações da Takefuji, companhia japonesa do setor financeiro, caíram 9,5% em Tóquio. No setor eletrônico não foi diferente - os papéis da Pionner recuaram 8,5%.

No sentido contrário, as bolsas chinesas fecharam em alta nesta segunda-feira. Isso porque os investidores do país receberam bem a notícia de que o Banco do Povo da China não irá reduzir a taxa básica de juro para zero. A autoridade monetária chinesa avisou que um corte tão drástico ainda não é necessário. Hoje a taxa básica é de 5,31% ao ano.

O mercado chinês pareceu não se abalar com os dados oficiais que mostraram uma queda de 33% nos investimentos estrangeiros diretos no país em janeiro perante mesmo mês do ano anterior. O investimentos estrangeiros totalizaram US$ 75,4 bilhões no período.

O índice Shanghai Composite encerrou o pregão com avanço de 2,96%, aos 2.389,39 pontos. Em Tóquio, o Nikkei 225 caiu 0,38%, aos 7.750,17 pontos, enquanto o Hang Seng, de Hong Kong, recuou 0,73%, aos 13.455,88 pontos. Em Seul, o Kospi ficou negativo em 1,42%, fechando aos 1.175,47 pontos.

Leia mais sobre: Bolsas na Ásia

Leia tudo sobre: asiaàsiaásia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG