Tamanho do texto

A partir de hoje, quem quiser baixar a versão beta do Windows 7 na internet, novo sistema operacional da Microsoft, poderá fazê-lo em âmbito mundial. Com isso, milhões de usuários poderão colaborar para o aprimoramento do software, que pretende superar em tudo o Windows Vista.

O anúncio foi feito anteontem à noite pelo presidente e executivo-chefe da Microsoft, Steve Ballmer, na apresentação que, tradicionalmente, precede a abertura do Consumer Electronics Show (CES), maior evento mundial de eletrônica de entretenimento. Juntamente com o Windows 7, a Microsoft lança uma nova versão do Windows Live, um conjunto de serviços de comunicação pessoal e aplicações para o sistema operacional.

Com seu entusiasmo e estilo de comunicação de marqueteiro, Ballmer disse que "o Windows 7 não apenas integrará o computador ao celular, à internet e a uma incontável quantidade de serviços, como proporcionará muito mais simplicidade e confiabilidade em seu uso". O novo sistema operacional e o Windows Live são parte de uma cadeia de produtos de tecnologia que, segundo Ballmer, "permite que as pessoas se comuniquem, compartilhem o máximo de experiência e produzam mais".

O novo Windows Live, que é, na realidade, um conjunto de aplicações grátis para serviços de comunicação e participação para o ambiente de PCs, também estará disponível mundialmente para download na internet a partir de hoje. Na descrição de Ballmer, o Windows Live tem como escopo principal tornar mais fácil a vida das pessoas, por intermédio da comunicação e da troca de experiências, num só local e com um só login. Na avaliação dele, o Live traz serviços melhorados - como o Messenger, o Windows Live Mail e o Photo Gallery -, todos projetados para trabalhar com mais de 50 serviços populares de internet.

A característica dominante da Microsoft no mercado mundial de PCs atualmente é a associação de software e serviços, de modo a oferecer o máximo de soluções para necessidades de ordem pessoal dos usuários. Aparentemente, tudo que podia ser melhorado no sistema operacional Windows Vista - muito criticado por grande número de usuários - deverá estar disponível e utilizável no Windows 7.

O presidente da Microsoft mostrou também os mais recentes avanços da tecnologia de monitores de diversos fabricantes de notebooks, em especial os recursos das telas de toque (touch screen), que poderão alcançar melhor desempenho com o Windows 7. Esse sistema operacional é o primeiro que oferece o recurso da tecnologia multi-touch, que permite às pessoas usar os dedos diretamente nas telas para interagir com o computador da forma mais intuitiva possível.

Ballmer fez sua apresentação em conjunto com Robbie Bach, presidente da Divisão de Dispositivos de Entretenimento da Microsoft, que conduziu diversas demonstrações dos videojogos do Xbox 360, dos quais a Microsoft já vendeu 28 milhões de consoles. Na opinião de Bach, "a Microsoft busca integrar no mais alto grau o computador à TV, ao celular e à internet, para proporcionar entretenimento em qualquer tipo de tela ou monitor".

Em sua apresentação, Steve Ballmer anunciou novas alianças da Microsoft com a Dell, Facebook e a operadora de telefonia celular Verizon. No caso da fabricante de computadores Dell, a empresa é a primeira a comprometer-se a pré-instalar o Windows Live Essentials em todos os seus PCs, de modo a permitir a personalização de conteúdos, de conexões e compartilhamento.

Com o site de relacionamento Facebook, os usuários do Windows terão, nos próximos meses, a possibilidade de compartilhar fotos, e-mails e compartilhar mensagens instantâneas, diretamente pelo Windows Live. Com a operadora Verizon, a Microsoft fez um acordo em que os usuários de ambas as empresas poderão buscar produtos e serviços locais, por meio de publicidade no celular. O usuário pode localizar, por exemplo, um restaurante italiano ou a butique mais próxima em alguns segundos. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.