Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Com novo call center, cliente deixa de ser objeto, diz Genro

O ministro da Justiça, Tarso Genro, afirmou nesta qunta-feira que as novas regras de funcionamento dos call centers no País permitirão uma inversão nas relações entre consumidores e fornecedores de serviços. Hoje, o consumidor é objeto, enquanto a empresa é o sujeito, mas, na metodologia criada por este decreto (das novas regras), o cliente se tornará o sujeito, afirmou o ministro.

Agência Estado |

Genro fez a afirmação durante a solenidade em que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou decreto, no Palácio do Planalto, regulamentando os Serviços de Atendimento ao Consumidor (SAC) no âmbito do Código de Defesa do Consumidor.

O ministro destacou que o decreto nasceu de um amplo diálogo conduzido pelo Ministério da Justiça com empresas, entidades de defesa do consumidor e sociedade.

Na avaliação de Genro, a necessidade de melhoria no atendimento das empresas aos clientes poderá incentivar mais contratações de empregados formais: "As regras podem gerar mais empregos, porque os fornecedores terão que aumentar seus quadros para atender melhor os consumidores."

Leia tudo sobre: call centers

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG