Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Com cotações menores, giro financeiro diário cai 10% na Bovespa

SÃO PAULO - O volume médio diário de negócios realizados na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) caiu 10,6% entre junho e julho deste ano, passando de R$ 6,31 bilhões para R$ 5,64 bilhões. O giro financeiro total contabilizado recuou de R$ 132,54 bilhões em junho para R$ 124,17 bilhões no mês passado, uma baixa de 6,31%.

Valor Online |

A queda no volume financeiro tem relação principalmente com a cotação mais baixa das ações, já que o número médio de negócios por dia subiu de 226.410 em junho para 228.974 em junho, um ligeiro avanço de 1,13%. O total de operações realizadas na Bovespa avançou de 4,75 milhões no sexto mês do ano para 5,04 milhões no mês seguinte (+6,1%).

Ao longo do mês passado, o Ibovespa teve queda de 8,4%, para 59.505 pontos. Mas nem todos os índices apresentaram desvalorização similar. Enquanto o IBrX-50 caiu 11,5%, para 8.662 pontos e o IBrX-100 recuou 10,7%, para 19.366 pontos, o IEE (das empresas de energia) fechou o mês estável aos 19.167 pontos e o ITAG (que reúne empresas com tag along diferenciado) cedeu apenas 3,6%.

Entre as ações que compõem o Ibovespa, Natura ON liderou os ganhos no mês, com valorização de 14,13%. Na sequência vieram Lojas Americanas PN (+13,33%), Embraer ON (+12,00%), Cosan ON (+11,16%) e Light S.A. ON (+8,70%). Já as maiores baixas se concentraram principalmente nas ações mais negociadas na Bolsa. Petrobras PN puxou a fila, com perda de 22,31%, seguida pela ação ON da estatal, com recuo de 22,16%. Bradespar PN (-18,55%), Vale do Rio Doce ON (-17,53%) e Duratex PN (-16,29%) completaram a lista das maiores quedas do mês passado.

Leia mais sobre Bovespa

Leia tudo sobre: bovespa

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG