Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Colômbia elimina controle investimento estrangeiro

O governo colombiano decidiu eliminar os controle de capital sobre a entrada de investimento estrangeiro em ações, retirando a exigência de um depósito de 50% do capital em uma conta que não rende juros no banco central, e também suspendeu a norma que obriga que o investimento direto estrangeiro (IED) permaneça na Colômbia por pelo menos dois anos. Os investidores estrangeiros que investem em ações na Colômbia tinham que depositar 50% do valor da aplicação numa conta não remunerada no banco central por seis meses, norma que permanece em vigor apenas para investimento estrangeiro em carteiras que não sejam de ações.

Agência Estado |

Os controles de capital sobre o investimento estrangeiro em carteira foram adotados em maio de 2007. Em maio passado, o Ministério das Finanças apertou os controles, exigindo que os investidores estrangeiros elevassem de 40% para 50% o porcentual de seus investimentos a ser depositado em contas não remuneradas no banco central.

O peso colombiano, que abriu em 1.966 por dólar, subiu para 1.921 por dólar depois da divulgação da notícia. As informações são da agência Dow Jones.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG